Subvertisings

Subvertisings - Teorias

O Subvertising é uma das mais importantes formas de ação de uma vertente da guerrilha da comunicação na União Européia, Canadá e Austrália conhecido pelo nome de cultura Jamming (interferência cultural). O Subvertising é um jogo de palavras sobre a base do verbo inglês "to advertise" (fazer publicidade) e se refere à produção e difusão de antipublicidade e paródias puplicitárias.
Tal técnica pode ser vista como um desdobramento do conceito de Détournement, amplamente usado e disolvido pela Internacional Situacionista. A tradução para Détornement pode ser "desvio", "distanciamento", "afastamento", "descaminhos", "roubo", "rapto".
Um dos exemplos de Détournement mais conhecidos dos Situs era tomar histórias em quadrinhos americanas e substituir o conteúdo dos balões por textos revolucionários. "A Subversão é um jogo possível pelo fato das coisas poderem ser desvalorizadas", escreve Asger Jorn, em 1960, "cada elemento da cultura passada pode ser reinventado ou fragmentado".
Segundo Guy Debord, "Os dois princípios básicos do Détournement são a perda de importância de cada elemento originalmente independente (o que significa a perda completa de seu sentido original) e a organização de um novo significado que confere um sentido vivo a cada elemento. Em certos casos é possível utilizar produtos da civilização burguesa, mesmo os mais insignificantes como a puplicidade, modificando seu sentido".
Os Situacionistas usavam o termo no sentido concebido por Lautremont: "um método que consiste em tomar as coisas dos inimigos para montar uma outra coisa, que ajude a combater o inimigo".

Subvertisings - Práticas

video